Entenda como é feita a reciclagem das embalagens usadas de óleos lubrificantes

DESCARTE-DE-EMBALAGENS-USADAS-1920X1082-OLEO-CERTO

A indústria de lubrificantes do Brasil tem nas ações de prevenção de impactos ambientais dos seus resíduos um dos grandes pilares de relacionamento e de compromisso com o desenvolvimento e a sustentabilidade da sociedade. Além de praticar o sistema de logística reversa de forma a direcionar para o rerrefino o óleo lubrificante usado ou contaminado (OLUC), o setor também demonstra a sua preocupação e responsabilidade com o correto descarte das embalagens plásticas já utilizadas desse produto. Nesta matéria do Óleo Certo, vamos apresentar como a indústria trata a destinação final desses resíduos.

Ezio Camillo Antunes, diretor Executivo do Instituto Jogue Limpo – instituição formada atualmente por 39 empresas do setor e responsável por essas associadas pela reciclagem de embalagens plásticas de óleo lubrificante usadas –, diz que mais de 90% das embalagens utilizadas pelos fabricantes são feitas com plástico PEAD (Polietileno de Alta Densidade); já as tampas, com PP (Polipropileno ou Polipropeno). “Para estes dois tipos de plástico, existe tecnologia reconhecida de reciclagem”, explica.

Retorno à cadeia produtiva

O diretor do Jogue Limpo diz que a indústria de lubrificantes brasileira vem “investindo significativamente” no modelo de venda a granel do produto aos consumidores, sendo que este tipo de venda não gera resíduos de embalagens. “Estima-se que esse tipo de venda já represente atualmente de 5% a 10% do mercado e está em franco crescimento”, avalia. Para Antunes, o objetivo destas mudanças é exatamente o de reduzir a quantidade de resíduos dispostos por vezes, de forma inadequada.

André Pires, gerente Industrial da Moove, informa que as empresas produtoras de óleos lubrificantes, associadas ao Instituto Jogue Limpo, promovem a reciclagem de embalagens usadas de lubrificantes por meio de parceiras credenciadas e licenciadas, que atuam coletando essas embalagens em postos de combustíveis, concessionárias de veículos, distribuidores e atacadistas do produto.

“Os locais de descarte possuem área coberta e dotada de canaletas de contenção, na qual as embalagens são drenadas, pesadas, prensadas ou moídas e acondicionadas em recipientes adequados, até sua coleta e envio para a reciclagem”, explica.

Antunes detalha que as embalagens plásticas devem ser dispostas em tambores e em sacos plásticos transparentes fornecidos pelos operadores logísticos do Sistema Jogue Limpo. “Periodicamente os geradores devidamente cadastrados recebem as visitas do caminhão do Jogue Limpo para fazer a retirada das embalagens ali dispostas”, complementa. Nas empresas recicladoras, André Pires ressalta que o material é triturado, passa por um processo de limpeza e é transformado em matéria-prima para a fabricação de novas embalagens e outros produtos plásticos, “retornando à cadeia produtiva.”

Mais informações, acesse o site do Instituto Jogue Limpo: www.joguelimpo.org.br.

Por Antonio Carlos Teixeira

 

Essa informação foi útil para você?

Por que essa informação, não foi útil para você?

Obrigado pela sua participação!

compartilhe essa informação: