A regra é clara: nenhuma máquina funciona sem óleo.

É fato que o óleo é fundamental para a redução do atrito. Ele evita o contato direto entre as peças metálicas. Mas o que pode mudar esse jogo? A dúvida sobre o que é seguro: rodar com pouco ou muito óleo. Algum palpite?

Se o óleo estiver abaixo do nível recomendado, existe o risco do motor fundir ou superaquecer Já no caso de ultrapassarmos os padrões de normalidade, esse excesso pressiona o cárter, ocasionando a queima do óleo pelo motor. Essa combustão acaba sujando mais as válvulas e as velas. E o que de pior pode acontecer: sérios danos a partes internas do motor.

Percebeu agora que é mais jogo trocar o óleo com a frequência certa, indicada no manual do veículo, do que deixar a falta de lubrificação ou o excesso dela provocar uma série de reparos
que vão te levar a gastar muito mais?

Fique de olho no nível do seu óleo e nas nossas dicas para não dar bola fora.

Continue de olho nas dicas aqui do nosso site.

Essa informação foi útil para você?

Por que essa informação, não foi útil para você?

Obrigado pela sua participação!

compartilhe essa informação: