Tecnologia dos lubrificantes: ‘fuel economy’ traz aditivação robusta e amplia proteção dos motores

FUEL ECONOMY-1920X1082

No processo de desenvolvimento da indústria automotiva, que busca o aumento de potência dos motores, com redução de consumo, menores níveis de emissões de poluentes e maior vida útil dos componentes, ocorre também, paralelamente, o desenvolvimento de novas tecnologias, como a chamada fuel economy, que são capazes de assegurar um melhor nível de performance dos lubrificantes. Nessa matéria do Óleo Certo, vamos conhecer o conceito dessa tecnologia e como se aplica dentro do processo de desempenho dos lubrificantes para a durabilidade do motor.

Wellington Alves de Freitas, Technical Product Manager da Petronas na América Latina, explica que a expressão em inglês “fuel economy” (em tradução livre, “economia de combustível”) é um termo muito utilizado no setor automotivo, sendo relacionado à redução do consumo de combustível, eficiência energética, produtividade e redução de custos. “No cenário atual do mercado mundial, os lubrificantes fuel economy possuem grande importância frente às demandas crescentes por redução de emissões de poluentes, pois quanto menor o consumo de combustível, menor o nível de emissões e maior a preservação do meio ambiente”, contextualiza.

Aditivação robusta e proteção do motor

Para que os motores mais eficientes trabalhem com menor esforço e demandem menos energia, com as suas partes móveis trabalhando mais livremente, diz Freitas, é necessária a utilização de lubrificantes mais fluidos, ou seja, com menor viscosidade, mas que, ao mesmo tempo, sejam capazes de proteger os motores contra o desgaste.

“Para o perfeito equilíbrio entre a baixa viscosidade e a proteção contra o desgaste, entram em ação os aditivos de última geração, contendo os modificadores de fricção, que promove o adequado desempenho do motor, protegendo os seus componentes e reduzindo o atrito entre as peças, assegurando a durabilidade e a almejada economia de combustível”, explica o executivo da Petronas.

Os lubrificantes mais modernos, com características fuel economy, disponíveis atualmente no mercado apresentam, principalmente, a especificação API SN PLUS / ILSAC GF-5 e estão disponíveis nos graus de viscosidades SAE 5W-30; SAE 0W-30; SAE 5W-20; SAE 0W-20 e até SAE 0W-16. “A partir de 2020, teremos o lançamento de lubrificantes com a especificação API SP / ILSAC GF-6A ou GF-6B”, antecipa Freitas.

Estudos ampliam tecnologias para lubrificantes, motores e combustíveis

Segundo o executivo da Petronas, o conceito de fuel economy já está inserido, na prática, nas ruas e estradas brasileiras, com automóveis cada vez mais econômicos e rodando mais quilômetros por litro de combustível, sejam com os motores à gasolina, álcool, GNV, ou diesel.

“Veículos movidos à gasolina que rodam nas rodovias apresentam consumo entre 15 a 17 km por litro. Para que estas médias de consumo sejam cada vez maiores, vários estudos vêm sendo conduzidos no avanço das tecnologias de motores, combustíveis e lubrificantes para que a somatória de todos os ganhos obtidos assegure a redução do consumo de combustível e a prática da fuel economy”, observa Freitas.

Por Antonio Carlos Teixeira

 

Essa informação foi útil para você?

Por que essa informação, não foi útil para você?

Obrigado pela sua participação!

compartilhe essa informação: