Empresário que envazava óleo de segunda e vendia como de primeira é detido em Mogi Guaçu

Empresário que envazava óleo de segunda e vendia como de primeira é detido em Mogi Guaçu

Por |2021-07-04T15:09:48-03:008 de agosto de 2019|Notícias|

Na noite da última segunda-feira (05), dois guardas municipais de Mogi Guaçu descobriram no Bairro Rural Chácaras Alvorada um depósito com centenas de tambores e galões com óleo mineral e sintético que estavam sendo manuseados de forma ilegal. No local, o proprietário do imóvel, empresário que tem um comércio em Mogi Mirim, confessou que adulterava a data de validade de óleo de câmbios e hidráulicos e também falsificava galões e adesivos de grandes empresas do ramo, o qual adquiria óleo de qualidades inferiores e revendia para diversos empresas e comércios da região, inclusive prefeituras.

Na Central de Polícia Judiciária, o proprietário foi autuado a principio por Crime Ambiental, já que o mesmo não possui autorização da CETESB para manusear e acondicionar óleo mineral e sintético na sua propriedade pela Chácaras Alvorada. A Polícia Civil vai abrir inquérito e apurar a questão dos crimes envolvidos na ocorrência.

Ir ao Topo