Setor de lubrificantes é pioneiro na logística reversa de embalagens de óleo

Além dos lubrificantes que a gente coloca nos carros, os óleos fazem parte de diversos setores da indústria, mas como descartar as embalagens usadas dos produtos? O Instituto Jogue Limpo realiza um importante trabalho de logística reversa no setor de lubrificantes. A iniciativa pioneira partiu das empresas associadas da Plural (Associação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Lubrificantes, Logística e Conveniência), em 2005.  Em 2014, foi criado oficialmente o instituto que, atualmente, reúne 32 empresas ligadas ao setor de lubrificantes. Só no ano de 2018, foram recicladas 4.674 toneladas de plástico, como explica Ézio Camillo Antunes, diretor executivo do Jogue Limpo.

“As empresas de combustíveis associadas da Plural, quando ainda era conhecida como Sindicom, começaram a fazer a logística reversa em 2005, antes mesmo de entrar em vigor a Política Nacional de Resíduos Sólidos, por meio da Lei nº 12.305. Começamos pelo Rio Grande do Sul, evoluindo para Santa Catarina, Paraná e Rio de Janeiro. Em 2010, quando saiu a legislação, a região Sul, Rio e São Paulo já estavam fazendo a destinação das embalagens usadas. A partir daí, o setor assinou um acordo com o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e todos os anos temos cumprido as metas estabelecidas”, ressalta Antunes.

De acordo com o diretor, o recolhimento das embalagens é feito nos postos de combustíveis, concessionárias de veículos e lojas de peças, por meio de 63 caminhões, que encaminham o material para as 21 centrais de processamento, onde os resíduos de óleo são retirados, as embalagens separadas e encaminhadas para reciclagem. Para Antunes, cuidar dos resíduos que são gerados é importante para reduzir a necessidade de explorar o meio ambiente.

“O mundo hoje é diferente do que era no passado. Já não dá mais para acreditar que os recursos serão infinitos. Comparada com outros setores de nossa economia, a indústria de lubrificantes é uma das que menos se utilizam de plástico. O Ministério Público vem, inclusive, realizando ações contra empresas de diversos setores que não fazem logística reversa. O setor de lubrificantes não tem multas ou processos por não cumprir a lei, o que indica que estamos no caminho certo”, destaca o diretor.

Ciente da importância de conscientizar a sociedade, o Instituto Jogue Limpo investe também em educação ambiental, com material disponível no site para download, além da realização de um concurso anual de redação em escolas públicas. O VII Concurso de Redação Jogue Limpo 2019 tem como tema: “O Desenvolvimento Sustentável – O que você pode fazer para transformar o mundo?”. Os participantes concorrem a prêmios como tablets e livros. “O importante é manter alunos e professores engajados na preservação dos recursos naturais”, completa Antunes.

Por Alessandra de Paula

Essa informação foi útil para você?

Por que essa informação, não foi útil para você?

Obrigado pela sua participação!

compartilhe essa informação: